Desde o parto da minha filha, cresce em mim uma gravidez d’alma. Tornei-me prenhe do desejo de ver nascer. Um desejo de propagar o milagre da vida acontecendo em sua simplicidade extraordinária.

Transbordo gratidão pelo amor que recebi em meu segundo nascimento, o nascer mãe-mulher. E a única forma de agradecer o amor é transbordando amor. Dou-lar a outras mulheres na incrível experiência de parir de corpo e alma. A cada parto algo em mim renasce, renasce, renasce…

Anúncios